Nota de Pesar

É com grande tristeza que a diretoria do Instituto de História e a coordenação do PPGHIS comunicam o falecimento do professor Manolo Garcia Florentino.

Como historiador, Manolo marcou definitivamente a historiografia brasileira. Demonstrou que a escravidão e o tráfico, longe de produzirem apenas uma sociedade separada entre senhores e escravos, geravam estruturas sociais profundamente desiguais e excludentes em diversos níveis, e dos dois lados do Atlântico. Sua produção é indispensável para estudiosos da escravidão transatlântica.

Como professor, formou profissionais que hoje se destacam no Brasil e fora dele, com um impacto duradouro na comunidade acadêmica internacional. Influenciou, além disso, um número muito maior de alunos de graduação e pós-graduação que tiveram o prazer de assistir a aulas em que mesclava, com aguda inteligência, erudição e rigor metodológico.

Manolo Florentino deixou também marcas indeléveis nas instituições em que trabalhou e as quais fortaleceu, ao longo de décadas como docente da UFRJ. Neste sentido, merece destaque sua atuação no PPGHIS, como coordenador e como professor. Reconhecidamente, foi um dos principais responsáveis pela ascensão do Programa ao grupo de excelência e sua posterior manutenção nesse patamar.

Por essas razões, a direção do IH e a coordenação do PPGHIS se solidarizam com a família e os amigos nesse momento de tristeza e manifestam o pesar de todo o corpo social do Instituto e do Programa.

Rio de Janeiro, 12 de março de 2021.

Seleção de Doutorado – Exame de Projetos

Segue abaixo a relação dos candidatos ao Doutorado do PPGHIS cujos projetos foram considerados habilitados pelos professores avaliadores do Programa. O cronograma da prova oral (entrevista) será enviado por email no dia 12 de janeiro de 2021 (terça-feira) às 16h, e será elaborado seguindo a ordem alfabética. 

  1. Alberto Rodrigues De Freitas Filho
  2. Alexandra Sablina Do Nascimento Veras
  3. Antônio Pedro De Almeida Santos
  4. Antonio Ramos Bispo Neto
  5. Arthur Gibson Pereira Pinto
  6. Átila Augusto Guerra De Freitas
  7. Ayra Guedes Garrido
  8. Beatrice Rossotti
  9. Bento Chastinet Silva
  10. Bruno Sousa Silva Godinho
  11. Camila Dias Da Costa
  12. Darcio Rundvalt
  13. Dirson Fontes Da Silva Sobrinho
  14. Edson Ramos De Oliveira Junior
  15. Eraldo De Souza Leão Filho
  16. Giovanna Zamith Cesário
  17. Helen Da Silva Silveira
  18. Isabella Loureiro Khaled Poppe
  19. Isabella Villarinho Pereyra
  20. Jamile Baiense De Souza Gonzaga
  21. Janaina Ferreira Dos Santos Da Silva
  22. João Gabriel Antonio Correia
  23. Johnnatan David Bias Monteiro
  24. Juliana Nascimento Da Silva
  25. Kézia Wandressa Da C. Lima
  26. Letícia Gomes Do Nascimento
  27. Lívia Brenda Da Silva Barbosa
  28. Livia Claro Pires
  29. Luciana Lucia Da Silva
  30. Luciano Bastos Meron Neves
  31. Luzimar Soares Bernardo
  32. Maicon Mariano Da Paixão
  33. Maria Clara Martins Cavalcanti
  34. Matheus Aguiar Duccini Ultra
  35. Maya Moldes Da Rocha Pereira
  36. Mayara Priscilla De Jesus Dos Santos
  37. Michelle Da Silva Caetano
  38. Natasha Augusto Barbosa
  39. Nathália Fernandes De Oliveira
  40. Patricia Teixeira Alves
  41. Paulo Celso Liberato Corrêa
  42. Pedro Henrique Da Silva Oriola Cardoso
  43. Pedro Henrique Ferreira Danese Oliveira
  44. Pedro Henrique Pereira Silva
  45. Pedro Vagner Silva Oliveira
  46. Rafael Haddad Cury Pinto
  47. Rafaelaugusto De Miranda
  48. Ramom Pereira De Jesus Moreira
  49. Renan Perozini Gomes Barrozo
  50. Rodrigo Musto Flores
  51. Saulo Castilho Pereira
  52. Séfora Semíramis Sutil Moreira
  53. Táfila Sinara Dos Santos Santana Oliveira
  54. Talita De Jesus Noronha Sanchez
  55. Thomaz Santos Leite
  56. Victor André Costa Da Silva
  57. Yasmin Vianna Bragança

Edital de Seleção de Mestrado 2020

Clique aqui para fazer o download do edital

ATENÇÃO: PRAZO DE INSCRIÇÕES PRORROGADOS ATÉ 28 DE OUTUBRO POR DIFICULDADES TÉCNICAS. Resultado de Homologação em 29 de outubro, 16 horas.

A Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Social do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições, torna público, para conhecimento dos interessados, que se encontram abertas as inscrições para o exame de seleção para ingresso no Curso de Mestrado em História Social, a partir do dia 17 de setembro ao dia 28 de outubro de 2019, exclusivamente por via de inscrição eletrônica, acessível no endereço eletrônico https://www.ppghis.historia.ufrj.br/ingresso/inscricoes2020/, de acordo com as seguintes disposições:

A Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Social do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições, torna público, para conhecimento dos interessados, que se encontram abertas as inscrições para o exame de seleção para ingresso no Curso de Mestrado em História Social, a partir do dia 17 de setembro ao dia 17 de outubro de 2019, exclusivamente por via de inscrição eletrônica, acessível no endereço eletrônico https://www.ppghis.historia.ufrj.br/ingresso/inscricoes2020/, de acordo com as seguintes disposições:

I – VAGAS:

O número máximo de vagas é 30 (trinta), mais duas vagas para o Programa de Qualificação Institucional da UFRJ de acordo com a portaria Nº 7555 de 29 de agosto de 2017, não havendo nenhum comprometimento, por parte do Programa, com o preenchimento total das vagas, nem com a concessão de bolsas. O número de vagas disponibilizadas por cada docente do PPGHIS estará disponível no site do Programa (http://www.ppghis.historia.ufrj.br/), na mesma página onde se encontra a ficha de inscrição.

II – REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO:

  1. Ser graduado em História ou em área afim em curso superior credenciado e reconhecido pelo Ministério da Educação;
  2. Preencher a ficha de inscrição, anexando cópias digitais dos documentos requeridos na mesma, a saber:
  3. Fotografia atualizada do candidato;
  4. Carteira de identidade;
  5. Diploma de graduação;
  6. Histórico escolar relativo à formação acadêmica;
  7. Incluir, na ficha de inscrição, o endereço eletrônico para o curriculum vitae Lattes atualizado;
  8. Indicar, na ficha de inscrição, a língua estrangeira em que prestará exame. Podendo ser inglês ou francês;
  9. Anexar à ficha de inscrição o projeto de pesquisa, em formato PDF, que pretende desenvolver no curso de Mestrado, tendo em vista o prazo máximo para conclusão de 2 (dois) anos, adequado aos temas de orientação dos professores do Programa (ver Anexo I, “Temas de Orientação dos Professores do PPGHIS”, parte integrante deste edital). O projeto deverá ser digitado em espaço 1,5 (um e meio), letra Times New Roman, corpo 12, em papel formato A4, margens de 2,5cm, com até 10 (dez) páginas de texto (afora a bibliografia), incluindo obrigatoriamente um resumo de 1 (uma) lauda. O projeto de pesquisa deve observar as recomendações constantes do “Roteiro para Elaboração de Projeto de Pesquisa” (ver Anexo II, parte integrante deste edital). O título do arquivo deve incluir o nome do candidato, da seguinte forma: “NOME_projeto”. (ex.: JOANA_SILVA_projeto.pdf).
  10. A não observância destas regras implicará a não homologação da inscrição. É reponsabilidade do candidato que estes documentos estejam em arquivos tipo PDF ou JPEG/JPG, como for apropriado, de até 1 Mb. Importante: todos os documentos anexados devem ter o nome do candidato como parte do nome do arquivo. Por exemplo: JOANA_SILVA_FOTO.JPG, JOANA_SILVA_IDENTIDADE.JPG, etc.

III – EXAME DE SELEÇÃO:

1. Avaliação do projeto de pesquisa (sem a presença do candidato). Cada projeto será avaliado por três professores do Programa. A banca examinadora indicará dois avaliadores, levando em conta o critério da análise pelos especialistas, membros do corpo docente do PPGHIS. O terceiro avaliador será indicado pelo candidato, na própria ficha de inscrição, podendo ou não este vir a ser o seu futuro orientador. Estarão habilitados para a etapa seguinte os projetos que forem selecionados por, pelo menos, dois dos avaliadores do Programa antes designados. Não serão atribuídas notas nesta etapa da avaliação.

2. Prova escrita, eliminatória e anônima. Estarão classificados para a etapa seguinte os candidatos e candidatas que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete). Serão propostas três questões, relativas a cada uma das linhas de pesquisa do PPGHIS (Sociedade e Cultura; Sociedade e Política; Sociedade e Economia). As questões serão estabelecidas a partir da bibliografia indicada no edital (ver Anexo III, parte integrante deste edital), e os candidatos escolherão apenas uma das questões para desenvolver na prova.

3. Prova oral de arguição do projeto de pesquisa e do currículo, com os candidatos aprovados na etapa anterior. Os candidatos que não atingirem a nota mínima sete (7,0) serão eliminados.

4 . Prova de competência em leitura de uma língua estrangeira (inglês ou francês), constituída de tradução de um texto de caráter historiográfico, nos termos do item quatro (04) do tópico II. O candidato poderá consultar dicionário da língua escolhida. A prova de língua estrangeira não será eliminatória, podendo ser repetida após seis meses de ingresso no Programa, em data a ser determinada. Neste caso, o candidato reprovado na primeira prova não terá direito a bolsa no primeiro ano do curso. O candidato que não for aprovado na segunda prova será desligado do programa. Serão aceitos certificados ou diplomas de último nível de cursos de línguas estrangeiras, oficialmente reconhecidos pelas autoridades competentes. Serão reconhecidos os exames de competência em leitura de língua estrangeira realizados quando da seleção e aprovação para o Curso de Mestrado em História Social no Programa de Pós-graduação em História Social da UFRJ ou em outros programas reconhecidos pela CAPES. Neste caso, deverá ser assinalada, na ficha de inscrição, a solicitação de dispensa, devendo o candidato anexar aos documentos exigidos para a inscrição a cópia digital do comprovante que fundamenta sua solicitação.

5. Sobre o sistema de cotas para negros, indígenas e/ou pessoas com deficiência física:

  • O candidato optante pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física deverá assinalar a declaração apropriada na ficha de inscrição eletrônica.
  • Além das vagas abertas no processo seletivo, serão acrescidos outros 20% destinados às vagas de cotas.
  • A nota mínima para os candidatos optantes pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física será 6,0 (seis) nas etapas da prova escrita e na prova oral de arguição do Projeto de Pesquisa e currículo.
  • Em relação às cotas, os casos omissos serão encaminhados pela Comissão de Seleção e Avaliação ao Colegiado do Programa de Pós-Graduação em História Social.

IV – RESULTADOS:

Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como média final grau 7,0 (sete) ou superior. A média final resultará da média aritmética da avaliação em duas etapas: (a) nota na prova escrita, e (b) prova oral. A nota de aprovação em cada uma destas etapas é 7,0 (sete). A nota da prova de língua estrangeira não será considerada para o cômputo da média final.

Em relação aos candidatos optantes pelo sistema de cotas, serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como média final grau 6,0 (seis) ou superior.

OBSERVAÇÃO: Os pedidos de vistas e revisão de provas deverão ser encaminhados ao PPGHIS nas 24 horas que se seguirem à divulgação oficial dos resultados, em cada uma das etapas do processo de seleção (com base nos itens 2, 4 e 6 do calendário a seguir).

V – CALENDÁRIO DO EXAME DE SELEÇÃO:

1) Divulgação da relação de candidatos cujas inscrições tenham sido homologadas:  29 de outubro de 2019, às 16 horas.

2) Divulgação da relação de candidatos aprovados no exame dos projetos: 25 de novembro de 2019, às 10 horas.

3) Prova escrita: 27 de novembro de 2019, de 15 horas às 19 horas.

4) Divulgação da relação dos candidatos aprovados na prova escrita, bem como de suas notas: dia 2 de dezembro, às 10 horas.

5) Prova oral: dias 3 e 4 de dezembro, a partir das 09 horas, por ordem alfabética ou conforme solicitação deferida pela Comissão de Seleção.

6) Divulgação da relação dos candidatos aprovados na prova oral, bem como de suas notas: 5 de dezembro, às 14 horas.

7) Prova de língua estrangeira: 9 de dezembro, de 09 às 11 horas.

8) Divulgação do resultado final: 11 de dezembro de 2019, às 16 horas.

VI – COMISSÃO DE SELEÇÃO

Membros Titulares:

  1. Antonio Carlos Jucá (presidente)
  2. Carlos Ziller
  3. Felipe Charbel
  4. Paulo Fontes
  5. Maria Paula Araújo

Suplente:

  1. Isabele de Melo
  2. Luiza Laranjeira

Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Seleção.

Rio de Janeiro, 15 de agosto de 2019.

Pedro Cavalcante
Sandra Helena Ribeiro Santos
Secretaria do PPGHIS

Lise Fernanda Sedrez
Gabriel Castanho
Coordenação do PPGHIS

Norma Côrtes
Diretora do Instituto de História

Edital de Seleção de Doutorado 2020

Clique aqui para fazer o download do edital

ATENÇÃO: PRAZO DE INSCRIÇÕES PRORROGADOS ATÉ 28 DE OUTUBRO POR DIFICULDADES TÉCNICAS. Resultado de Homologação em 29 de outubro, 16 horas.

A Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em História Social do Instituto de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições, torna público, para conhecimento dos interessados, que se encontram abertas as inscrições para o exame de seleção para ingresso no Curso de Doutorado em História Social, a partir do dia 17 de setembro ao dia 28 de outubro de 2019 – PRORROGADO –, exclusivamente por via de inscrição eletrônica, acessível no endereço eletrônico https://www.ppghis.historia.ufrj.br/ingresso/inscricoes2020/, de acordo com as seguintes disposições:

I- VAGAS:

O número máximo de vagas é 30 (trinta), não havendo nenhum comprometimento, por parte do Programa, com o preenchimento total das vagas, nem com a concessão de bolsas. O número de vagas disponibilizadas por cada docente do PPGHIS estará disponível no site do Programa (www.ppghis.historia.ufrj.br) na mesma página onde se encontra a ficha de inscrição.

II- REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO:

  1. Ser graduado em História ou em área afim em curso superior credenciado e reconhecido pelo Ministério da Educação;
  2. Preencher a ficha de inscrição, anexando cópias digitais dos documentos requeridos na mesma, a saber:
  • Fotografia atualizada do candidato;
  • Carteira de identidade;
  • Diploma de graduação;
  • Diploma de pós-graduação (Mestrado strictu sensu), ou certificado de concluinte;
  • Histórico escolar relativo à formação acadêmica nos níveis de graduação e de pós-graduação;

3. Incluir, na ficha de inscrição, o endereço eletrônico para o curriculum vitae Lattes atualizado;

4. Indicar, na ficha de inscrição, as duas línguas estrangeiras em que prestará exame. A primeira deve ser necessariamente o inglês. A segunda poderá ser espanhol, francês ou outra língua que tenha relevância para a pesquisa a ser desenvolvida, seja para fontes primárias ou para historiografia pertinente. Neste caso, a relevância do idioma escolhido deve ser justificada pelo candidato na ficha de inscrição. Não há necessidade de justificativa para a escolha de espanhol ou francês.

5. Anexar à ficha de inscrição o projeto de pesquisa, em formato PDF, que pretende desenvolver no curso de Doutorado, tendo em vista o prazo máximo para conclusão de 4 (quatro) anos, adequado aos temas de orientação dos professores do Programa (ver Anexo I, “Temas de Orientação dos Professores do PPGHIS”, parte integrante deste edital). O projeto deverá ser digitado em espaço 1,5 (um e meio), letra Times New Roman, corpo 12, em papel formato A4, margens de 2,5cm, com até 15 (quinze) páginas de texto (afora a bibliografia), incluindo obrigatoriamente um resumo de 1 (uma) lauda. O projeto de pesquisa deve observar as recomendações constantes do “Roteiro para Elaboração de Projeto de Pesquisa” (ver Anexo II, parte integrante deste edital). O título do arquivo deve incluir o nome do candidato, da seguinte forma: “NOME_projeto” (ex.: JOANA_SILVA_projeto.pdf).

6. Anexar à ficha de inscrição o memorial do candidato, em formato PDF. O memorial deve abarcar a trajetória acadêmica do candidato, além de indicar as etapas da sua formação e as principais publicações até o momento. O memorial deverá ser digitado em espaço 1,5 (um e meio), letra Times New Roman, corpo 12, em papel formato A4, margens de 2,5 cm e não deverá ultrapassar três (3) páginas de texto. O título do arquivo deve incluir o nome do candidato, da seguinte forma: “NOME_memorial”. (ex.: JOANA_SILVA_memorial.pdf).

7. A não observância destas regras implicará a não homologação da inscrição. É reponsabilidade do candidato que estes documentos estejam em arquivos tipo PDF ou JPEG/JPG, como for apropriado, de até 1 Mb. Importante: todos os documentos anexados devem ter o nome do candidato como parte do nome do arquivo. Por exemplo: JOANA_SILVA_FOTO.JPG, JOANA_SILVA_IDENTIDADE.JPG, etc.

III – EXAME DE SELEÇÃO:

  1. Avaliação do projeto de pesquisa (sem a presença do candidato). Cada projeto será avaliado por três professores do Programa. A banca examinadora indicará dois avaliadores, levando em conta o critério da análise pelos especialistas, membros do corpo docente do PPGHIS. O terceiro avaliador será indicado pelo candidato, na própria ficha de inscrição, podendo este vir a ser o seu futuro orientador. Estarão habilitados para a etapa seguinte os projetos que forem selecionados por pelo menos dois dos avaliadores do Programa antes designados. Os projetos aprovados por dois avaliadores receberão nota 7,0 (sete). Os projetos aprovados por três avaliadores receberão nota 10,0 (dez). O peso da nota de projeto na nota final é um (1).

2. Prova escrita eliminatória, anônima e sem consulta. Estarão classificados para a etapa seguinte os candidatos e candidatas que obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete). A prova consistirá na elaboração de um ensaio, no qual a(o) candidata(o) discorrerá sobre os campos teórico e historiográfico relativos ao seu projeto de pesquisa. No ensaio, o(a) candidato(a) deverá dialogar de forma crítica – seja endossando ou discordando – com pelo menos dois textos da bibliografia geral constante do edital. O peso da prova escrita na nota final é seis (6).

Observação: Vale esclarecer que o ensaio não deve versar sobre o objeto específico de pesquisa do candidato, mas sim sobre seus enquadramentos teórico e historiográfico. O projeto mesmo não deve ser identificado na prova.

3. Prova oral de arguição do projeto de pesquisa e do memorial, com os candidatos aprovados na etapa anterior. Os candidatos que não atingirem a nota mínima sete (7,0) serão eliminados. O peso da prova oral na nota final é três (3). Caso necessário, o candidato pode solicitar à Comissão de Seleção que sua arguição seja realizada à distância, por sistema de Skype. Neste caso, o candidato deve enviar solicitação por escrito à coordenação do PPGHIS (ppghis.ufrj@gmail.com), com documentos que justifiquem a necessidade do pedido. O candidato deve estar ciente de que entrevistas à distância podem ser prejudicadas por problemas técnicos. O PPGHIS não se responsabiliza por dificuldades técnicas que possam ocorrer, nem admite recursos por estas razões.

4. Prova de competência em leitura de uma língua estrangeira, constituída de tradução de um texto de caráter historiográfico, nos termos do item quatro (04) do tópico II. O candidato poderá consultar dicionário da língua escolhida, sendo vedado o uso de dicionário com tradução para o português. A prova de língua estrangeira não será eliminatória, podendo ser repetida após seis meses de ingresso no Programa, em data a ser determinada. Neste caso, o candidato reprovado na primeira prova não terá direito a bolsa no primeiro ano do curso. O candidato que não for aprovado na segunda prova será desligado do programa. Serão aceitos certificados ou diplomas de último nível de cursos de línguas estrangeiras, oficialmente reconhecidos pelas autoridades competentes. Serão reconhecidos os exames de competência em leitura de língua estrangeira realizados quando da seleção e aprovação para o Curso de Mestrado em História Social no Programa de Pós-graduação em História Social da UFRJ ou em outros programas reconhecidos pela CAPES. Neste caso, deverá ser assinalada, na ficha de inscrição, a solicitação de dispensa, devendo o candidato anexar aos documentos exigidos para a inscrição a cópia digital do comprovante que fundamenta sua solicitação.

5. Sobre o sistema de cotas para negros, indígenas e/ou pessoas com deficiência física:

  • O candidato optante pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física deverá assinalar a declaração apropriada na ficha de inscrição eletrônica.
  • Além das vagas abertas no processo seletivo, serão acrescidos outros 20% destinados às vagas de cotas.
  • A nota mínima para os candidatos optantes pelas cotas para negros, indígenas e/ou pessoa com deficiência física será 6,0 (seis) nas etapas da prova escrita e na arguição do Projeto de Pesquisa e do Memorial.
  • Em relação às cotas, os casos omissos serão encaminhados pela Comissão de Seleção e Avaliação ao Colegiado do Programa de Pós-Graduação em História Social.

IV – RESULTADOS:

Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como média final grau 7,0 (sete) ou superior. A média final resultará da avaliação em três etapas: (a) nota do projeto, com peso um (1), (b) nota da prova escrita, com peso seis (6), e (c) nota da prova oral, com peso três (3). A nota de aprovação em cada uma destas etapas é 7,0 (sete). As notas das provas de línguas estrangeiras não serão consideradas para o cômputo da média final.

Em relação aos candidatos optantes pelo sistema de cotas, serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem como media final grau 6,0 (seis) ou superior.

OBSERVAÇÃO: Os pedidos de vistas e revisão de provas deverão ser encaminhados ao PPGHIS nas 24 horas que se seguirem à divulgação oficial dos resultados, em cada uma das etapas do processo de seleção (com base nos itens 2, 4 e 6 do calendário a seguir).

V – CALENDÁRIO DO EXAME DE SELEÇÃO:

  • Divulgação da relação de candidatos cujas inscrições tenham sido homologadas: 29 de outubro de 2019, às 16 horas.
  • Divulgação da relação de candidatos aprovados no exame dos projetos, bem como de suas notas: 25 de novembro de 2019, segunda-feira, às 10 horas.
  • Prova escrita: 27 de novembro de 2019, quarta-feira, às 10 horas às 14 horas.
  • Divulgação da relação dos candidatos aprovados na prova escrita, bem como de suas notas: dia 2 de dezembro de 2019, segunda-feira, às 10 horas.
  • Prova oral: dias 5 e 6 de dezembro de 2019, a partir das 10 horas, por ordem alfabética, ou conforme solicitação deferida pela Comissão de Seleção.
  • Divulgação da relação dos candidatos aprovados na prova oral, bem como de suas notas: 7 de dezembro de 2019, às 16 horas.
  • Provas de línguas estrangeiras: 9 de dezembro de 2019. Inglês: de 9 às 11 horas; 2a língua: das 12 às 14 horas.
  • Divulgação do resultado final: 11 de dezembro de 2019, às 16 horas.

VI – COMISSÃO DE SELEÇÃO

Membros Titulares:

  1. Vitor Izecksohn (presidente)
    1. Cacilda da Silva Machado
    2. Marta Mega de Andrade
    3. Sílvia Correia
    4. William de Souza Martins

Suplente:

  1. Marcos Bretas
  2. Gabriel de Carvalho Godoy Castanho

Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Seleção.

Rio de Janeiro, 19 de agosto de 2019.

Pedro Cavalcante
Sandra Helena Ribeiro Santos
Secretaria do PPGHIS

Lise Fernanda Sedrez
Gabriel Castanho
Coordenação do PPGHIS

Norma Côrtes
Diretora do Instituto de História

Classificação Final Seleção de Doutorado 2020

Relação dos Candidatos Aprovados da Seleção de Doutorado 2020, com as médias finais, classificação e resultados das provas de línguas estrangeiras.

CandidatosNota1ª Língua2ª Língua
1.       Mylena Porto Da Gama8,97HabilitadaHabilitada
2.       Luciana Campos Batista8,72HabilitadaHabilitada
3.       Julia Chequer Hartung8,66HabilitadaNão Habilitada
4.       Nina Fernandes Cunha Galvão8,63HabilitadaHabilitada
5.       Eric Fagundes De Carvalho8,60HabilitadoHabilitado
6.       Jéssika De Souza Cabral Corrêa8,50HabilitadaHabilitada
7.       Gustavo Souza De Deus Da Silva8,45HabilitadoHabilitado
8.       Isabella Santos Pinheiro8,36HabilitadaNão Habilitada
9.       Georgia Da Costa Tavares8,16HabilitadaHabilitada
10.   Gabriel Felipe Oliveira De Mello7,91HabilitadoHabilitado
11.   Nathália Fernandes Pessanha7,90HabilitadaHabilitada
12.   Bárbara Geromel Campanholo7,88HabilitadaHabilitada
13.   Lays Correa Da Silva7,85HabilitadaHabilitada
14.   Elissa Pereira Dos Santos7,81Não Habilitada Não Habilitada
15.   André Arioza Vargas7,79HabilitadoHabilitado
16.   Luis Henrique Souza Dos Santos7,72HabilitadoHabilitado
17.   Wladimyr Sena Araújo7,63HabilitadoHabilitado
18.   Lucas De Mattos Moura Fernandes7,57HabilitadoHabilitado
19.   Laís Morgado Marcoje7,32HabilitadaHabilitada
20.   Marina Salgado Pinto7,31HabilitadaHabilitada
21.   Suane Felippe Soares7,30Não HabilitadoHabilitado

Classificação Final – Mestrado 2020

Classificação Final da Seleção de Mestrado 2020 após Prova de Língua Estrangeira.

Classificação do CandidatoNota FinalLíngua Estrangeira
1.       Bernardo Moraes Ferreira Reis9,63Habilitado
2.       Rebecca Hodesh Muniz De Souza Rozas9,20Habilitado
3.       Caroline Rios Costa9,13Habilitado
4.       Luis Guilherme Eschenazi Lucena8,90Habilitado
5.       Matheus Almeida Gonçalves Pereira8,85Habilitado
6.       Mirella Soraya Pinheiro Rodrigues De Oliveira8,82Habilitado
7.       Rafael Vieira Da Cal8,75Habilitado
8.       Anna Lygia Stavale Frazão8,63Habilitado
9.       Janaína Di Lourenço Esteves8,50Habilitado
10.   Tadeu Alencar De Azevedo Sant’ana Lemos8,35Habilitado
11.   Mariana Freitas De Andrade8,33Habilitado
12.   Isaac Carlos Trevisan Da Costa8,30Habilitado
13.   Mylena Pereira Da Silva8,15Habilitado
14.   Jéssica Coutinho Mendes8,09Habilitado
15.   Eduardo Santiago Couto8,07Habilitado
16.   Ingrid Gomes Ferreira8,00Habilitado
17.   Gustavo Junqueira Costa Maia7,92Não Habilitado
18.   Anderson Henrique Ferreira Marinho7,85Habilitado
19.   Juliana Batista7,81Habilitado
20.   Olavo Passos De Souza7,80Habilitado
21.   Adelle Jeanne Santos Sant’Anna7,75Habilitado
22.   Fernanda Coutinho Teixeira7,72Habilitado
23.   Yuri Barbosa Resende7,71Habilitado
24.   Daniella Dalla Maestri7,63Habilitado
25.   Vinícius Patrocínio Pereira Costa7,50Habilitado
26.   Isabella Dos Santos Daiub7,43Habilitado
27.   Beatriz Monteiro Lemos7,33Habilitado
28.   Henrique Machado Vieira Lopes7,25Habilitado
29.   Matheus Brum Domingues Dettmann7,20Habilitado
30.   Fabio De Mello Baptista7,15Habilitado
31.   Carla Teodoro Costa7,05Habilitado
32.   Jaime Mitropoulos7,00Habilitado

Candidatos classificados para vaga PNPD 2019

Os candidatos aprovados foram assim classificados pela comissão pertinente, de acordo com a ata final de seleção:

  • 1º lugar – Vinicius Kauê Ferreira
  • 2º lugar – Daniel Saraiva
  • 3º lugar – Marco Antonio Pereira
  • 4º lugar – Diego dos Santos Reis
  • 5º lugar – Luciene Pereira Carris Cardoso
  • 6º lugar – Leon Frederico Kaminski
  • 7º lugar – Ana Carolina Reginatto Moraes

Para fazer jus à vaga em questão, o candidato melhor colocado deve enviar à Coordenação os documentos abaixo até a data de 25 de agosto de 2018, digitalizados, em arquivos separados em formato pdf, somente pelo endereço eletrônico ppghis.ufrj@gmail.com. Após esta data, caso os documentos não sejam recebidos, a vaga pode ser disponibilizada para o candidato seguinte pela ordem de classificação, em data designada pela coordenação, e assim sucessivamente.

Os documentos necessários, conforme a RESOLUÇÃO CEPG 04/2018 (http://posgraduacao.ufrj.br/public/suporte/pr2/cepg/resolucaoCEPG/2018_04.pdf?1542229507), são:

  1. projeto de pesquisa
  2. plano de atividades a ser desenvolvido;
  3. carta de anuência do supervisor de pós-doutorado;
  4. currículo do candidato ao pós-doutorado;
  5. comprovação do título de doutor;
  6. cópia do documento de identidade ou, caso estrangeiro, passaporte.

A Coordenação se coloca à disposição para auxiliar os candidatos no processo.

Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2019

Bibliografia para Seleção de Mestrado 2020


DAVIS, Natalie Zemon. Culturas do Povo. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1990, p. 23-61; 87-106; 129-156.

GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros. Verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2007, caps. 13 e 14.

LACAPRA, Dominick. Escribir la historia, escribir el trauma. Buenos Aires: Ediciones Nueva Visión, 2005, p. 27-103.

POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012, p. 47-106.

SARLO, Beatriz. Tiempo Pasado. Cultura de la memoria y giro subjetivo. Una discusión. Buenos Aires: Siglo XXI, 2007, caps. 2, 3 e 4.

THOMPSON, E. P. Costumes em comum. Estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p. 150-202.

Bibliografia para Seleção de Doutorado 2020

ASSMANN, Aleida. Espaços da recordação: Formas e transformações da memória cultural. Campinas/SP: Editora da UNICAMP, 2011.

DAVIS, Natalie Zemon. Culturas do Povo: Sociedade e Cultura no início da França Moderna. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

GINZBURG, Carlo. Relações de Força. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

HESPANHA, Antonio Manuel. Imbecillitas – as bem-aventuranças da inferioridade nas sociedades de Antigo Regime. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2008.

INGOLD, Tim. Estar Vivo: Ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis/Vozes, 2015.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro do Passado. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

LEVI, Giovanni. A herança imaterial: Trajetória de um exorcista no Piemonte do século XVII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

MOORE JR., Barrington. As origens sociais da ditadura e da democracia: Senhores e camponeses na construção do mundo modernoRio de Janeiro: Martins Fontes, 1983.

POLANYI, Karl. A subsistência do homem e ensaios correlatos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

RUSSEL-WOOD, A. J. R. Escravos e Libertos no Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

SAHLINS, Marshall. Ilhas de história. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.

SCOTT, Joan. Genero e História. México: FCE: Universidad Autónoma de La Ciudad de México, 2008.

THOMPSON, E. P. Costumes em comum: Estudos sobre a cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 1998

TILLY, Charles. Coerção, capital e Estados europeus. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996.

Bolsas Sanduíche – 2018

Resultado da classificação da Comissão para os candidatos às bolsas PSDE

1lugar – Barbara Maria de A. Mitchell

2lugar – Andreia Tamanini

3lugar – Paola Vargas Arana

4lugar – Tiago Miguel Gomes da Silva

O número final de bolsas PSDE será informado pela coordenação do PPGHIS em início de março de 2018.